Presidente Geraldo Louro comemora suspensão do processo licitatório para concessão da MG-424

por pel publicado 06/06/2018 14h15, última modificação 06/06/2018 14h16

"A luta continua". Assim, o Presidente da Câmara Municipal de Pedro Leopoldo, Geraldo Louro, falou após a primeira batalha vencida com a suspensão do processo licitatório para concessão da MG-424. A informação foi confirmada nessa terça-feira, em coletiva de imprensa na Prefeitura.

"Comemorar hoje o primeiro passo, é uma alegria grande, a gente poder juntar, o efeito dominó, começou na Câmara por dois dias e ali nasceu o documento que passou para os advogados, os engenheiros, eles fizeram um ótimo trabalho. É agradecer a todos pelo belo trabalho. Conseguimos suspender esse edital que o Governo tenta colocar", destacou o Presidente Geraldo Louro.

No fim de 2017, o Governo informou o desejo de implantar praças de pedágio na MG-424, em dois pontos diferentes, o que levaria mais gastos para a população. A justificativa era a duplicação de alguns trechos. A situação, no entanto, gerou revolta da população de Pedro Leopoldo que não concordou com a medida, sobretudo, considerando que a estrada para Belo Horizonte já está duplicada.

O Presidente Geraldo Louro, ainda em novembro, conseguiu reunir empresários, políticos e juristas, em reuniões na Câmara Municipal de Pedro Leopoldo, para tomarem medidas contra o pedágio. Deste grupo saiu a contratação do Dr. Rubens, que já tem experiência com esse tipo de trabalho.

"Nasceu na Câmara. Eu tenho um genro que é engenheiro. Ele nos juntou aos empresários. Nós marcamos reuniões e conseguimos encontros com os empresários. Nasceu o documento depois e Dr. Rubens fez o trabalho técnico. Fomos ao Tribunal de Contas, Assembleia e conseguimos barrar", lembrou.

Além dos trabalhos na Câmara Municipal, os vereadores foram para a rua na luta contra o pedágio. Por diversas vezes, os parlamentares se juntaram a outras lideranças e a população para manifestarem na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e ainda em um protesto pacífico na MG-424, justamente no local onde seria o pedágio.

O prefeito Cristiano Marião ressaltou a vitória desta terça-feira e salientou a importância do trabalho da Câmara Municipal de Pedro Leopoldo.

"Importante para a nossa região, agora temos o Tribunal de Contas, certamente essa suspensão do edital, que aconteceria neste dia 5, a licitação, foi suspenso. A luta continua. Ainda temos que buscar meios que fosse cancelado de vez o edital. Estamos caminhando para isso. As duas vitórias nos deixam esperançosos. A Câmara foi muito importante, através do Presidente Geraldo Louro que conseguiu reunir empresários e juristas na luta contra o pedágio", finalizou.