Vereadores lamentam problemas no processo seletivo da saúde e falam em acionar o MP

por pel publicado 06/11/2019 18h20, última modificação 11/11/2019 17h23

Os inúmeros problemas no processo seletivo da saúde relatados pelos vereadores de Pedro Leopoldo na 38ª Reunião Ordinária, na última segunda-feira (04), faz com que os parlamentares cogitem buscar ajuda junto ao Ministério Público para que a situação seja corrigida.

A situação foi alertada pelos vereadores Leozão Ribeiro e Geraldo Louro durante a sessão ordinária, na última segunda-feira.

"Sobre o processo seletivo, a gente tem comunicado muito sobre isso, tem sido cogitado levar a situação ao Ministério Público. Eu não vou falar muito, estou no terceiro ano do segundo mandato, os vereadores com mais experiência nesta Casa podem falar se já viram um processo seletivo tão bagunçado, tão vergonhoso como este processo seletivo da saúde. Me perdoe o secretário, não é culpa dele, mas que situação. O poder público faltando mão de obra, na área crítica, e devido aos erros não podemos ter os profissionais atuando e trabalhando no município", criticou o vereador Leozão.

O vereador Geraldo Louro também alertou sobre o problema ocorrido no processo seletivo da saúde. O parlamentar quer dialogar sobre as falhas.

"A respeito do processo seletivo da área da saúde, devido a reclamações e recursos, até conversei com o Fabrício, o processo foi cancelado, a classificação foi cancelada. O Marcus Marinho está ciente. Foi detectado vários problemas. A classificação foi alterada. Detectamos várias falhas até na documentação. Sexta-feira passada terminou a data do recurso, vamos conversar essa semana para conversarmos sobre o final deste processo", finalizou.